RSS 2 FeedArmazenamento em Nuvem: alavancando suas potencialidades

Para ter uma gestão eficiente de arquivos médicos, o primeiro passo é armazená-los adequadamente. Guardar informações de pacientes, exames e outros dados hospitalares em pilhas de papéis ou em CDs está cada vez mais ultrapassado. Nesse sentido, a alternativa mais eficiente e com custo-benefício mais alto é o armazenamento em nuvem.

Por isso, neste artigo, você vai entender o que é esse armazenamento, como ele funciona e quais benefícios pode trazer para o seu trabalho!

O que é armazenamento em nuvem?

Em qualquer segmento que lide com tecnologia, falar de armazenamento em nuvem é cada vez mais recorrente. No segmento hospitalar, em função dos diversos benefícios proporcionados, isso também vem ganhando espaço.

Mas, no contexto da medicina, o que exatamente quer dizer armazenar arquivos em nuvem? Esse processo diz respeito a depositar e acessar informações online, sem necessidade de retê-las em cópias físicas ou hardwares no próprio hospital.

Em termos práticos, armazenar na nuvem significa não precisar guardar incontáveis papéis com dados dos pacientes, laudos e resultados de exame em armários que ocupam espaço e tornam a busca por uma informação específica em um enorme trabalho.

Também não há mais necessidade de guardar arquivos nos computadores do próprio hospital, que ficam mais carregados a cada dia e, consequentemente, lentos e suscetíveis a erros.

No armazenamento em nuvem, você consegue transferir informações de ressonâncias magnéticas, tomografias computadorizadas, ultrassonografias e diversas outras modalidades diretamente para uma plataforma online, que armazena e otimiza o gerenciamento de arquivos no padrão DICOM e em outros formatos, como jpeg, tiff, pdf, docx e txt.

Ou seja, o armazenamento em nuvem é uma forma de centralizar as informações de que você precisa de maneira escalável, segura e eficiente.

Por que o armazenamento em nuvem é tão vantajoso para o seu trabalho?

O armazenamento em nuvem apresenta diversas vantagens práticas para o dia a dia de hospitais e clínicas de todos os portes. A seguir, confira alguns pontos em que ele pode alavancar os processos com que você lida diariamente!

Garante a segurança

Uma preocupação comum de quem ainda não está habituado ao armazenamento em nuvem é se os arquivos armazenados estão realmente seguros online. Na prática, eles estão efetivamente mais seguros do que no caso de um armazenamento offline, seja em arquivos impressos ou por meio de CDs, por exemplo.

Afinal, papéis e CDs são suscetíveis a problemas decorrentes de envelhecimento e de acidentes como perdas e incêndios. Além disso, aumentam a dificuldade de organização e de gestão das informações e, ainda, geram mais custos.

Mas, e na nuvem, como se garante a segurança das informações? No contexto de invasões de hackers e de disseminação de vírus, é normal se preocupar com esse aspecto. Pois saiba que as melhores plataformas de armazenamento se previnem contra isso e verificam, cuidadosamente, cada arquivo que recebem antes de incluí-los na rede.

Além do mais, estar seguro não é somente estar imune a vírus, mas ter certeza de que nenhum de seus arquivos vai se perder ao longo do tempo. Por isso, o backup é essencial, e vai muito além da mera cópia de informações.

A tecnologia Split-Merge (do inglês, “separar” e “unir”), proprietária da Ambra, é uma maneira inteligente de realizar o backup. Ela implica separar os metadados da imagem diagnóstica na plataforma e reunir dados e imagem no momento de download. Isso representa uma proteção adicional às informações armazenadas, pois elas não são guardadas em um só ponto.

Aumenta a disponibilidade dos serviços e dos dados

Antes de consolidar a parceria com alguma plataforma de armazenamento em nuvem, um ponto bastante relevante para se avaliar é entender qual o Service Level Agreement (SLA) que ela estabelece com os clientes.

O SLA, ou ANS (Acordo de Nível de Serviço), é a especificação formal das responsabilidades que a prestadora de serviços assume. Uma boa plataforma de armazenamento em nuvem deve garantir atendimento 24 horas todos os dias e certificar que as informações que você confere a ela estejam sempre disponíveis.

Aqui na Ambra, essa tarefa se torna mais fácil, uma vez que não há terceirização das equipes que lidam com software e com hardware, e isso possibilita uma comunicação mais direta entre as partes e a resolução praticamente instantânea de quaisquer dúvidas e problemas.

Amplia o acesso

Ser capaz de acessar as informações de que você precisa em qualquer lugar e a qualquer momento é uma capacidade que o armazenamento em nuvem fortalece. Como opera online, o serviço funciona 24 horas e disponibiliza os dados em quaisquer dispositivos com acesso à internet que você prefira.

Além disso, ele oferece diferentes níveis de acesso para cada um dos envolvidos no processo, o que ajuda a organizar a equipe com mais fluidez. Há diferentes níveis de autorização para cada profissional ou paciente carregar ou acessar arquivos, e um médico gestor, por exemplo, pode ter acesso a mais dados do que outros profissionais do hospital.

Otimiza a integração

A integração que o armazenamento em nuvem proporciona está relacionada a dois fatores principais. Em primeiro lugar, ela assegura a compatibilidade de formatos suportados pela plataforma.

O armazenamento é parte da tecnologia de VNA em nuvem. VNA é a sigla para Vendor Neutral Archive, e o “neutro” do nome está relacionado à capacidade de armazenar arquivos em praticamente qualquer formato desejado. O DICOM é o mais usual, mas também há suporte para outros formatos.

A integração também tem relação com essa troca de informações entre profissionais e, até mesmo, entre clínicas ou hospitais diferentes. Com o armazenamento em nuvem, um médico que trabalha em mais de um local não depende de enviar e-mails e aguardar a resposta com informações de pacientes.

O acesso aos dados do paciente, bem como a todo o histórico médico dele, pode ser feito online, e eles estão disponíveis 24 horas por dia para consulta e revisão. E o mesmo paciente que visita unidades diferentes de um hospital tem suas informações registradas igualmente em todas elas.

Apresenta um excelente custo-benefício

A tendência é que o volume de dados de cada paciente, além da quantidade de imagens médicas utilizadas, aumente progressivamente. Em um hospital que não usa armazenamento em nuvem, isso exige crescimento do espaço para armazenar as informações, eventual aumento da equipe responsável pela organização dos arquivos, e manutenção e atualização permanentes dos hardwares e dos softwares implantados.

No longo prazo, o custo de trabalhar segundo essa lógica tradicional é alto. Por isso, diversas áreas e negócios têm mudado o modo como investem seus recursos. No lugar de adquirir um produto e tomá-lo para si como sua responsabilidade — nesse caso, o espaço e a equipe para armazenamento no hospital —, eles investem em um serviço terceirizado capaz de atender às mesmas necessidades.

É similar ao cenário que aplicativos de transporte como o Uber têm movimentado: se ter um carro é muito oneroso, tanto no momento da compra quanto no da manutenção, eles se revelam uma alternativa eficaz para se locomover de maneira mais econômica.

O armazenamento em nuvem acomoda a escalabilidade das informações que você precisa registrar e elimina os seus custos com a manutenção do sistema, que geralmente é realizado pela própria plataforma contratada.

Além disso, as melhores plataformas oferecem um espaço mínimo de armazenamento, mas permitem que você acrescente a ela exatamente o quanto precisar a mais. Dessa forma, você paga somente pelo que efetivamente utiliza.

Potencializa a eficiência de todos os processos

O armazenamento rápido e prático de informações é essencial para uma boa gestão hospitalar, e libera tempo e espaço para que todos os processos hospitalares sejam realizados com mais rapidez e qualidade. O acesso às informações é mais simples, portanto, médicos, outros profissionais de saúde e pacientes conseguem checar dados com velocidade e onde estiverem.

E não precisa se preocupar em fazer por conta própria a integração de diversos sistemas na plataforma de armazenamento em nuvem ou passar semanas aprendendo como utilizá-la: os melhores fornecedores auxiliam na integração e oferecem um produto intuitivo, em que você manuseia filtros e arquivos da maneira mais simples possível.

Quer uma prova? O prêmio de Startup do Ano 2017, da SIIA Company CODiE Awards, foi concedido à Ambra Saúde, cuja plataforma de armazenamento e gerenciamento de imagens médicas, segundo a organização do prêmio, está “moldando o futuro”.

Ficou curioso para entender como o armazenamento em nuvem pode ajudá-lo no seu trabalho? Entre em contato conosco e vamos entender juntos como o serviço pode potencializar seu dia a dia!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *